O que esperar da literatura?

A imensa oferta de livros, disponibilizados para o público civilizado desde a invenção da imprensa moderna por Gutemberg, criou uma verdadeira revolução cultural de efeitos variados, mas acima de tudo, viabilizou ao homem uma formação individual própria pela possibilidade de que alguém, por sua própria conta, tomasse ciência de determinados saberes até então restritos. Na verdade, a dinâmica de publicação dos livros seguiu um longo percurso de aperfeiçoamento que tornou possível o barateamento dos custos e da venda e uma maior amplitude de exemplares, cada vez mais acessíveis ao grande público.


Naturalmente, uma revolução cultural dessa amplitude trouxe, dentre tantos, um problema que se expande demasiadamente em nossos dias: o que ler? Grupos sociais e instituições culturais não tardaram em criar listas de livros recomendados ou proibidos, e não são poucos os livros cujo conteúdo é ensinar a melhor escolher ou a escolher as melhores leituras. Nossa sociedade, isenta em grande medida da proibição ou do impedimento de publicação de livros, torna a pergunta acima ainda mais difícil. Se as sociedades passadas não padeciam de tantos exemplares para que se formulasse a pergunta senão em termos de qualidade, hoje somos movidos à necessidade de escolher em termos de qualidade exatamente por conta da enorme quantidade de livros.


Para saber o que ler, então, o primeiro aspecto decisivo é saber o que se quer com a leitura. Podemos ler para obter informações ou para entretenimento, e só nesses dois casos os livros já diferem muito. A finalidade é requisito fundamental para aproveitar bem um livro. E no caso da literatura, o motivo inicial do entretenimento ou da diversão pode ceder espaço a um aspecto mais profundo e duradouro: o de servir para formar sua capacidade imaginativa com a solidez de experiências humanas.


Quando se fala em imaginação, costuma-se pensar em ficção ou invenção, o que não é senão remotamente o que a imaginação é. A imagem é uma espécie de representação de coisas ou situações que se fixam na mente humana com maior ou menor intensidade devido à carga emotiva que atrelamos a ela. A memória é o reduto dessas imagens e fortalecer a memória é pôr em atividade as imagens que temos. A literatura nos convida exatamente a isto: pela imaginação, somos levados a vivenciar não apenas um mundo de percepções e acontecimentos variados em que vivem as personagens, mas também revivemos nossas próprias experiências cravadas na memória e que são evocadas por um livro ou outro. O exercício da imaginação é o que a literatura proporciona.


Ler para exercitar sua imaginação envolve por si um critério importante para a escolha de um livro, porque se temos essa finalidade não será qualquer livro que possibilitará um esforço imaginativo com experiências humanas. Podemos entrever um ou outro drama humano em um enredo com super-heróis, alienígenas ou máquinas futuristas. Mas é óbvio a percepção de que um romance de Balzac ou de Proust possuem inúmeras experiências humanas, bem mais do que os dramas de enredos estranhos ao cotidiano nosso e bem mais do que nós, em uma vida, conseguiríamos vivenciar. A literatura plena traz as vivências humanas como seu maior legado. Nesse caso, ler é viver.


A quantidade de livros ofertados nas livrarias oprime o espírito que esteja interessado em vivenciar experiências humanas. São tantos os títulos, as nacionalidades, os enredos e as personagens que ficamos quase sempre com a impressão de que há um mundo a conhecer. Essa não é uma simples impressão. É uma verdade. E a literatura, se chegou a mostrar a você a vastidão desse mundo, cumpriu a mais imediata das suas finalidades. Não há como alguém que mergulha no universo literário a fim de vivenciar experiências humanas e exercitar sua imaginação continuar a ver o mundo da mesma forma. Agora o mundo é vasto e o humano é complexo e interessante – como de fato as coisas são.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags

Escola de Escrita - Mathias de Alencar

Copyrights © 2018 Mathias de Alencar. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Blogger Icon